Olhe para qualquer droga neste blog

Carregando...

CIPROFLOXACINA

Composição - CIPROFLOXACINA
cada comprimido revestido de 250 mg e 500 mgcontém, respectivamente: cloridrato de ciprofloxacina, 1H2O equivalente a 250 mg e 500 mg de ciprofloxacina. Excipientes: lactose, celulose microcristalina, glicolato amido sódico, estearato de magnésio, polivinilpirrolidona, polímero metacrilato, talco, dióxido de titânio.


Posologia e Administração - CIPROFLOXACINA
os comprimidos devem ser deglutidos com líquido, independentemente das refeições. A administração em jejum acelera a absorção. Sem prescrição médica contrária, as seguintes doses são recomendadas: infecções ósseas, da pele e tecido1 mole e pneumonia2, 500 mg e 750 mg cada 12 horas durante 7 a 14 dias; diarréia3, 500 mg a cada 12 horas durante 5 a 7 dias. Uretrite4 gonocócica, 250 a 500 mg como dose única. Infecções do trato urinário, 250 a 500 mg cada 12 horas durante 7 a 14 dias. Infecções graves ou complicadas poderão exigir tratamento prolongado. - Superdosagem: não existe experiência e em conseqüência não há informações específicas relativas ao tratamento na superdosagem. Em caso de superdosagem aguda deve-se proceder o esvaziamento gástrico e manter hidratação adequada. O tratamento é sintomático.


Precauções - CIPROFLOXACINA
a Ciprofloxacina pode alterar a capacidade de reação ao conduzir veículos ou operar máquinas; esse efeito é potencializado se houver ingestão de álcool. Em pacientes com lesões prévias do SNC, como epilepsias, baixo limiar convulsivo, história de crise convulsiva e esquemia cerebral, a Ciprofloxacina deve ser utilizada após considerar- se cuidadosamente a relação risco-benefício, uma vez que esses pacientes são susceptíveis a apresentarem efeitos secundários em nível de sistema cerebral. Deve ser administrada com cuidados em pacientes com alterações da função renal5, ajustando-se a dose conforme o quadro clínico. Durante o tratamento com a Ciprofloxacina o paciente deve evitar exposição ao sol devido ao risco de fotossensibilização. Na eventualidade de surgirem reações alérgicas cutâneas o tratamento deve ser suspenso. O uso em idosos (acima de 65 anos) requer acompanhamento médico. - Interações medicamentosas: antiácidos6 contendo alumínio, cálcio e magnésio, sucralfato ou sulfato ferroso reduzem a absorção da Ciprofloxacina. Administrar a Ciprofloxacina, 1 a 2 horas antes da ingestão de antiácido7 ou pelo menos 4 horas depois. Teofilina pode ter seus níveis plasmáticos aumentados. Antiinflamatórios não esteróides com exceção de ácido acetilsalicílico, o uso concomitante com a Ciprofloxacina pode causar convulsão8. Pode intensificar a ação da glibenclamida e warfarina sódica. A didanosina reduz absorção da Ciprofloxacina. Metoclopramida acelera sua absorção. Ciclosporina, após administração concomitante, foram observados aumentos transitórios da concentração de creatinina9 sérica. Os efeitos nefrotóxicos da ciclosporina podem ser elevados.


Reações adversas - CIPROFLOXACINA
náusea10, cefaléia11, tontura12, dor abdominal, dispepsia13, flatulência, anorexia14, vômito15, diarréia3, estomatite16, colite17 pseudomembranosa, mal- estar, sonolência, fraqueza, insônia, inquietação, agitação, depressão, alucinações, distúrbios visuais, psicose18, crises convulsivas, erupção cutânea, prurido19, rubor, edema20 facial, fotossensibilização, eosinofilia, leucopenia21, aumento nas transaminases séricas, hipotensão22, taquicardia23, hiperglicemia24, cristalúria e hematúria25. Aumento da uréia26, bilirrubina27 e creatinina9 séricas.


Contra-Indicações - CIPROFLOXACINA
pacientes com história de hipersensibilidade à Ciprofloxacina e outros derivados quinolônicos. Crianças e adolescentes em fase de crescimento. Durante o período de gravidez28 e lactação29.


Indicações - CIPROFLOXACINA
tratamento de infecções bacterianas do trato urinário, ósseas, da pele e tecidos moles e do tratro respiratório inferior. Tratamento de cancróide causado por Hemophilus ducreyi, gastrenterite bacteriana, gonorréia30 e prostatite31 bacteriana. Tratamento de diarréia3 causada por Campylobacter jejuni, Escherichia coli, Shigella ou enteropatógenos desconhecidos. Tratamento de pneumonia2 causada por Enterobacter cloacae, Escherichia coli, Hemophilus influenzae, Klebsiella pneumoniae, Proteus mirabilis, Pseudomonas aeroginosa. Tratamento de uretrite4 gonocócica. Tratamento de conjuntivite32 bacteriana e úlcera33 corneal bacteriana.


Apresentação - CIPROFLOXACINA
blister com 14 comprimidos revestidos de 250 mg e blister com 6 comprimidos revestidos de 500 mg.





CIPROFLOXACINA - Laboratório

4 comentários:

  1. BOM DIA . DEPOIS DE TER FEITO DUAS SAFENAS E UMA MAMARIAE TAMBRM DUAS ANGIOPLASTIA COM O IMPLANTE DE ESTEITER ,PASSEI POR UM UROLOJISTA A REALIZAR UMA EXAME DE BIOPSIA DA PROST, A QUAL FOI INDICADO O USO DE CIPROFLOXICINA 500 ANTES DURANTE E APOS O EXAME,O QUAL NA NOITE DO EXAME A REAÇÃO FOI UM QUASE ENFARTE ,TENDO QUE FAZER USO DE VASODILATADOR COMO SUSTRAT E OUTROS PARA DAR VASÃO
    E SUPORTAR A DOR ,JA´QUE EM MINHA CIDADE( FAZENDA) POSSUI UM POSTO DE SAUDE C/ MEIOS MEDI

    ResponderExcluir
  2. fui no urulogista e me receito usar C ciprofexacina durante 30 dias de 12/12h . depois q sai da consulta q caiu a ficha. 30 dias? sempre dou antibiotico para meus filhos durante no maximo 10 dias. NAO sei se e muita informacao mas estou com OMBRO com fisura de GRAU 1 e li que pode enfraquecer os tendoes. ai ferrou ainda mais o meu ombro.

    ResponderExcluir
  3. Boa Tarde, eu estava tomando esse remédio, mas o medico não me falou que não devia me expor ao sol, fui pra praia.E agora estou com o corpo todo empolado, e que coçam muito, o que devo fazer para amenizar essa alergia, pois esta horrível minha pele?

    ResponderExcluir
  4. Qual o periodo do efeito
    apos o tratamento

    ResponderExcluir