Olhe para qualquer droga neste blog

Carregando...

HISTAMIN

Composição - HISTAMIN
cada comprimido contém: maleato dedexclorfeniramina 2 mg; excipientes: amido, manitol, celulose microcristalina, malto- dextrina, estearato de magnésio e corante. Cada colher das de chá (5 ml) contém: maleato de dexclorfeniramina 2 mg; excipientes: ciclamato de sódio, mentol cristalizado, sacarina1 sódica, parabenos, sorbitol2, álcool etílico, corante vermelho, essência de cereja e água purificada.


Posologia e Administração - HISTAMIN
crianças de 2 a 6 anos: 1/4 comprimido ou 1/4 colher das de chá, 3 vezes ao dia (máximo de 3 mg diários). Crianças de 6 a 12 anos: 1/2 comprimido ou 1/2 colher das de chá, 3 vezes ao dia (máximo de 6 mg diários). Adultos e crianças maiores de 12 anos: 1 comprimido ou 1 colher das de chá 3 a 4 vezes ao dia (máximo de 12 mg diários). A posologia adequada deve ser estabelecida pelo médico de acordo com a indicação e o quadro clínico do paciente. As doses devem ser tomadas em intervalos de 4 ou 6 horas. - Superdosagem: nestes casos deve ser feita a indução do vômito3, caso ele não ocorra espontaneamente, deve-se procurar socorro médico.


Precauções - HISTAMIN
Histamin pode, em crianças de baixa idade, provocar excitação e hipotensão4 e sedação em idosos. Em algumas pessoas o medicamento pode provocar sonolência, portanto recomenda- se evitar dirigir veículos e operar máquinas. Como não existem experiências suficientes que asseguram o uso em mulheres grávidas, este medicamento só deve ser indicado em tais casos após rigorosa avaliação médica dos fatores riscos/benefícios. Histamin deve ser administrado com cautela em pacientes portadores de glaucoma5 de ângulo fechado, retenção urinária6, hipertrofia7 prostática, obstrução piloroduodenal, desordens cardiovasculares severas, disfunções hepáticas e epilepsia8. Durante o tratamento, os pacientes devem abster-se de bebidas alcoólicas. O uso em idosos (acima de 65 anos) requer prescrição e acompanhamento médico. - Interações medicamentosas: Histamin aumenta os efeitos sedativos dos depressores do SNC, portanto devem ser evitadas as associações com álcool, barbitúricos, analgésicos9 opióides, sedativos, ansiolíticos e neurolépticos.


Reações adversas - HISTAMIN
náuseas10, vômitos11, diarréia12, dor epigástrica e sonolência discreta a moderada podem ocorrer. Outras reações que ocorrem com menor freqüência são comuns aos demais anti- histamínicos, tais como: hipotensão4, boca seca, anorexia13, dor de cabeça, sedação ou agitação, fraqueza, nervosismo, diplopia14, sudorese15, poliúria16 e dermatites.


Contra-Indicações - HISTAMIN
prematuros e recém- nascidos, mulheres em fase de lactação17, pacientes portadores de hipersensibilidade e que estejam fazendo uso de inibidores da monoaminoxidase.


Indicações - HISTAMIN
alívio sintomático das seguintes manifestações alérgicas: dermatite18 atópica e de contato, eczemas alérgicos, urticária19, angioedema20, reações a drogas e soros, picadas de insetos, pruridos anais, vulvares de origem inespecífica, rinites vasomotoras e febre do feno21. Pode também ser empregado com eficácia em alguns casos de asma22, tosse espasmódica, enxaqueca23 e na prevenção de reações alérgicas e injeções de substâncias alergênicas.


Apresentação - HISTAMIN
caixa com 1 blister com 20 comprimidos e líquido em frasco de vidro âmbar com 100 ml.





HISTAMIN - Laboratório

Nenhum comentário:

Postar um comentário